Peter Dinklage como Tyrion Lannister em Game of Thrones (Fonte: Reprodução)
Peter Dinklage como Tyrion Lannister em Game of Thrones (Fonte: Reprodução)

Enquanto alguns podem ter superado o passado, parece que não foi todo mundo. A história de Game of Thrones, um fenômeno cultural que quebrou os corações e as mentes coletivas da internet em 2019, voltou à tona mais uma vez.

O trágico final do programa para Daenerys Targaryen (Emilia Clarke) foi um ponto dolorido para muitos fãs; um ponto que condenou a elenco e equipe para responder perguntas sobre o final do programa pelo resto de suas carreiras. Mesmo Peter Dinklage, que viveu Tyrion Lannister no show da HBO, quando foi entrevistado pelo New Yorker sobre uma nova adaptação de Cyrano de Bergerac, não escapou das questões.

Na entrevista, Dinklage mostra-se aberto a falar sobre muitas coisas diferentes, desde a banda punk que ele co-fundou na universidade até o desafio de conquistar uma carreira no palco como ator mais velho. Mas não importa o quanto Dinklage possa querer discutir a vida após a Game of Thrones, muitas pessoas lerão a entrevista para saber suas opiniões sobre o final da série.

E quando perguntado sua opinião sobre a reação do público, Dinklage se opôs: “Todo mundo sempre tem uma opinião, e isso significa propriedade dela”, explicou. “É como terminar com alguém”.

Enquanto Peter Dinklage simpatiza com aqueles que formaram uma conexão pessoal com a personagem que Emilia Clarke interpretou no programa, ele também aponta que suas ações não saíram do nada:

“Isto acontece. Monstros são criados. E você não vê isso chegando. Nós os votamos no cargo. Você olha para o outro lado. Então, para todo mundo ficar chateado porque amava muito uma personagem e tinha muita fé nessa pessoa, havia sinais o tempo todo para essa personagem”.