Isaac Hempstead-Wright como Bran Stark em Game of Thrones (Fonte: Reprodução)
Isaac Hempstead-Wright como Bran Stark em Game of Thrones (Fonte: Reprodução)

Os roteiros da 8ª e última (e controversa) temporada de Game of Thrones finalmente esclareceram o que Bran Stark (Isaac Hempstead-Wright) estava fazendo durante a Batalha de Winterfell. A HBO vinha provocando um confronto com os White Walkers desde a primeira cena do show. Ela finalmente aconteceu durante o terceiro episódio do último ano, The Long Night.

Bran, que havia se tornado o Corvo dos Três Olhos, era o alvo claro do Rei da Noite. Parte do plano era manter Bran na bosque sagrado do castelo, como uma maneira de atrair o vilão. Ele estava parado sob a árvore para servir de isca, enquanto Theon Greyjoy (Alfie Allen) e outros bravos guerreiros aguardavam para defende-lo.

Enquanto o resto das forças de Winterfell permaneceu alerta quando o exército dos mortos atacou, Bran deixou sua mente escapar depois de declarar: “Eu vou agora”. Bran então pareceu usar seu poder de warg nos corvos que voavam ao redor do Rei da Noite, que cavalgava no reanimado Viserion. No entanto, o que exatamente Bran fazia no momento não foi totalmente esclarecido durante a sequência.

Agora, esse mistério foi resolvido graças aos scripts lançados recentemente da 8ª temporada de Game of Thrones. Os scripts disponíveis na Biblioteca Shavelson-Webb da Writers Guild Foundation em Los Angeles apresentaram a cena de advertência de Bran com mais detalhes.

Segundo o roteiro, originalmente haveria “um rebanho maciço de corvos (…) convergindo em Winterfell por todos os lados, todos pilotados por Bran”. Do ponto de vista dos corvos, Bran teria visto Jon e Daenerys montando seus respectivos dragões enquanto ele aparentemente explorava a batalha de cima. Isso teria ajudado a comandar as tropas, pois ele teria uma visão clara dos movimentos do exército dos mortos à distância.

Antes dos scripts serem tornados públicos, Isaac Hempstead-Wright deu a sua visão sobre o que ele pensou Bran estava fazendo durante a batalha de Winterfell. O ator afirmou ao The New York Times que Bran estava “apenas acompanhando a batalha” e que a enorme quantidade de corvos não foi mostrada porque não teria sido interessante. Ele acrescentou que Bran não tinha escolha a não ser sentar lá, pois não havia tempo para uma comunicação clara.