Stranger Things (Fonte: Reprodução)
Stranger Things (Fonte: Reprodução)

A escritora do spin-off em quadrinhos de Stranger Things, intitulado Into the Fire, Jody Houser, se abriu sobre os parâmetros estabelecidos quando se tratava de expandir o universo do popular programa da Netflix.

“Quero dizer, na verdade nos deram mais liberdade do que eu esperava, honestamente”, disse ela ao Gizmodo. “Especialmente em termos de criação de novas personagens a partir do programa. Realmente, a única restrição que recebemos foi que não poderíamos usar o número ‘Um’. Fora isso, qualquer outro número estava disponível. Consegui colocar um ‘Nove-ponto-Cinco’, porque há gêmeos idênticos e um tem poderes e outro não”.

“Essa foi apenas uma espécie de nota e é como ‘Hmm. Mal posso esperar para ver do que se trata'”, acrescentou.

Esses números provavelmente se referem à Eleven (Onze) de Millie Bobby Brown, e os outras crianças que foram usadas nos testes comandados pelo Doutor Brenner (Matthew Modine). Se o número ‘Um’ não pode ser usados na HQs, provavelmente os Irmãos Duffer devem ter planos para ele na série.