Disney+ (Fonte: Reprodução)
Disney+ (Fonte: Reprodução)

A Disney+ divulgou um comunicado sobre os relatos de contas de usuários invadidas e vendidas em fóruns clandestinos de crimes cibernéticos. Embora o streaming tenha recebido mais de 10 milhões de assinantes no primeiro dia de lançamento, o serviço também enfrentou problemas ao ser lançado.

Além dos problemas técnicos generalizados que impediam os usuários de acessar ou acessar determinados recursos, milhares de contas da Disney+ foram hackeadas e vendidas em fóruns clandestinos de crimes cibernéticos por menos do que o custo oficial de assinatura.

Agora, a Disney+ divulgou um comunicado sobre esses hacks para a Variety. No comunicado, a empresa reconheceu que certos usuários tiveram suas contas hackeadas. Mas argumentou que a violação não veio dos sistemas Disney+:

“Não encontramos evidências de violação de segurança. […] Auditamos continuamente nossos sistemas de segurança e, quando encontramos uma tentativa de login suspeito, bloqueamos proativamente a conta de usuário associada e orientamos o usuário a selecionar uma nova senha”, disse o comunicado.

“Bilhões de nomes de usuário e senhas vazados de violações anteriores em outras empresas, anteriores ao lançamento do Disney+, estão sendo vendidos na web. Vimos uma porcentagem muito pequena de usuários nessa situação e incentivamos os usuários que estão tendo esse tipo de problema a entrar em contato com o suporte ao cliente para que possamos ajudá-los”, concluiu