Patty Jenkins está indo para a Netflix. Jenkins assinou um contrato geral de TV com a gigante do streaming em um pacto de vários anos que verá a cineasta por trás de Mulher-Maravilha criar, desenvolver e produzir novas séries. O The Hollywood Reporter relata que ela assinou um contrato de três anos no valor de US$ 10 milhões.

Enquanto Jenkins é mais conhecida por seu trabalho cinematográfico com a franquia da Mulher-Maravilha da Warner Bros e seu drama vencedor do Oscar, Monster, com Charlize Theron, a experiência anterior na TV de Jenkins inclui dirigir o piloto de Betrayal e o final da 2ª temporada de The Killing, da AMC. Mais recentemente, ela produziu e dirigiu dois episódios da série limitada da TNT, I Am the Night, que a reuniu com o astro de Mulher-Maravilha, Chris Pine.

“Estamos felizes em receber Patty Jenkins na Netflix. Seu trabalho pioneiro ultrapassou fronteiras. E ela conta com confiança histórias que deixam uma marca inesquecível. Estamos ansiosos para promover suas muitas idéias. E ajudá-las a ganhar vida”, disse Channing Dungey, vice-presidente de originais da Netflix.

“Estou muito empolgada em embarcar em uma grande jornada para tornar o novo mundo da televisão com uma empresa e um grupo de pessoas que admiro tanto com Ted (Sarandos), Cindy (Holanda), Channing (Dungey), Peter (Friedlander) e a equipe da Netflix ”, disse Jenkins. “Estou ansiosa para começar um ótimo trabalho juntos em breve”.

Originais Netflix

Jenkins é o mais recente talento trazido pela Netflix. Assim, se junta a criativos como Ryan Murphy, Brad Fulchuk, Shonda Rhimes, Mike Flanagan e Trevor Macy. Os showrunners de Game of Thrones, David Benioff e Dan Weiss, também foram anunciados recentemente.

Decerto, o foco no desenvolvimento de conteúdo original só ficará cada vez mais importante. Afinal, o futuro do streaming está chegando com grandes rivais. Disney+, Apple+, HBO Max chegarão com força. Além disso, Hulu e Prime Video continuam na briga.