O Universo Cinematográfico da Marvel se expandirá de novas maneiras na Fase 4. Certamente, uma delas são as novas séries da Disney+. Poeticamente, desdobramentos do estalar de dedos de Thanos.

Sua influência ainda será sentida na franquia das principais formas, assim como os Vingadores originais. Por um lado, vimos recentemente o legado do Homem de Ferro explorado no Homem-Aranha: Longe de Casa. Mas parece que daqui para frente, é o legado de Steve Rogers, e como outros desejam corromper o que ele representava, que será explorado.

Prova disso, é que existem duas versões malignas proeminentes do Capitão América chegando ao MCU no próximo ano. Primeiro, o filme Viúva Negra apresentará Alexei Shostakov, também conhecido como Guardião Vermelho, interpretado por David Harbour. Ele será o equivalente russo de Steve, que também receberá um soro de super soldado.

Além de Alexei, The Falcon and the Winter Soldier contará com Wyatt Russell (filho de Kurt “Ego, o Planeta Vivo” Russell) como John Walker, também conhecido como Agente Americano. Nos quadrinhos, Walker tem poderes semelhantes aos de Steve. Mas sua personalidade é exatamente o oposto. Aparentemente, a série lidará com o governo insatisfeito com Sam Wilson assumindo o manto de Capitão América. Então, é provável que Walker seja oficialmente nomeado como o substituto de Rogers.

Ainda teremos uma terceira versão maligna do Capitão América na Fase 4: o próprio Steve Rogers! Embora menos proeminente, um episódio de What If…? contará com o Soldado Invernal lutando com uma versão zumbi da personagem. Assim foi revelado em imagens não distribuídas para o público geral na D23 Expo 2019. De fato, a série animada não afetará a continuidade principal do MCU. Mas ainda assim, é interessante que a ideia de um Capitão América malévolo seja um conceito que a Fase 4 revisitará várias vezes durante os próximos dois anos.