Lori Loughlin como Becky e John Stamos como Jesse em Fuller House (Fonte: Reprodução)
Lori Loughlin como Becky e John Stamos como Jesse em Fuller House (Fonte: Reprodução)

Talvez haja mais Fuller House depois da quinta e última temporada. Assim relata o Deadline, dizendo que o produtor John Stamos, que estrelou como tio Jesse em Três é Demais e reprisou o papel em Fuller House, forneceu alguma esperança aos fãs em uma entrevista recente.

Stamos disse que ele está olhando para uma possível série prequel da franquia.”Estou interessado no que aconteceu antes da Full House”, disse Stamos em resposta à possibilidade de uma série de acompanhamento estar em andamento. O spin off da Full House foi renovado para a quinta e última temporada no início deste ano.

“Há muita energia ainda com esse show”, disse Stamos. “E há muita felicidade que o show trouxe para muitas pessoas. Por isso não vai cair fácil, eu não vou deixar”.

Stamos confirmou que a 5ª temporada será composta por 18 episódios. Stamos também falou sobre Lori Loughlin, uma situação que ele descreveu como “difícil”.

“Eu ainda não estive no programa e não apareceu, então vou falar com algumas pessoas sobre isso esta semana e ver o que está acontecendo”, disse ele. “Só vou esperar mais um pouco antes de falar sobre isso. É uma situação difícil para todos os envolvidos. Eu não quero dizer apenas do nosso lado”.

Loughlin, atriz conhecida por viver tia Becky, não retornou para o quinto ano do programa após sua acusação no esquema de fraude de admissão em faculdades de elite. Loughlin e seu marido, o estilista Mossimo Giannulli, são acusados ​​de pagar “subornos de US $ 500.000 em troca de ter suas duas filhas designadas como recrutas para a equipe da USC, facilitando sua admissão à USC”, de acordo com uma acusação de 200 páginas. Ambos se declararam inocentes.