Ellen Pompeo como Meredith Grey em Grey's Anatomy (Fonte: Reprodução)
Ellen Pompeo como Meredith Grey em Grey's Anatomy (Fonte: Reprodução)

Ellen Pompeo é uma das mulheres que está na vanguarda da batalha pela disparidade salarial em Hollywood. Mas garantir salários iguais foi apenas uma das numerosas lutas por trás dos bastidores de seu drama médico da ABC, Grey’s Anatomy, que garantiu recentemente mais duas temporadas com a estrela.

Enquanto conversava com Taraji P. Henson pela Variety, na série Actors on Actors, Pompeo, revelou como a série era atormentada por “sérios problemas culturais” ao longo de suas primeiras 10 temporadas. Trabalhar em um ambiente tóxico por uma década é a principal razão pela qual Pompeo defendeu o pagamento justo e lutou para ser uma produtora da série.

O que Ellen Pompeo revelou:

“Houve muitos momentos em que eu queria descer do ônibus“, disse Pompeo. “Tivemos um sério problema cultural em Grey’s por um bom número de anos. Nos primeiros 10 anos, tivemos sérios problemas sérios de cultura. Comportamento muito ruim. Ambiente de trabalho realmente tóxico. Eu tive minha filha na sexta temporada, e foi aí que as coisas começaram a mudar comigo. Eu tinha alguém além de mim para pensar”.

“Depois da 10ª temporada, eu diria que tivemos alguns grandes mudanças na frente da câmera e atrás da câmera. Então, tornou-se meu objetivo transformar esse cenário e ter uma experiência de que eu pudesse ficar feliz e orgulhosa porque tínhamos muito tumulto por 10 anos. Minha missão tornou-se ‘isso não pode ser tudo o que esse show foi’, simplesmente fantástico para o público e um desastre nos bastidores”.

A atriz ansiava por controle nos bastidores para que ela pudesse ajudar a “começar um novo capítulo e começar uma nova cultura por trás da cortina”. Como Pompeo coloca, “nós tivemos que re-imaginar o que os bastidores de Grey’s Anatomy. Nos últimos cinco anos, temos a missão de mudar a história nos bastidores. Isso é o que me manteve”.

Pompeo disse que também foi obrigada a continuar na série depois que o co-astro Patrick Dempsey saiu na 11ª temporada. “O estúdio e a emissora acreditavam que o programa não poderia continuar sem a liderança masculina”, disse ela. “Então eu tive outra missão para provar que poderia. Eu estava em uma missão dupla”.