Watchmen e The Boys foram os grandes sucessos de HQs na TV em 2019 (Fonte: Montagem/Reprodução)
Watchmen e The Boys foram os grandes sucessos de HQs na TV em 2019 (Fonte: Montagem/Reprodução)

Watchmen é uma das HQs mais conceituadas do mundo. Não diferente, sua adaptação na HBO ganhou críticos e público. The Boys também teve uma alta recepção de sua 1ª temporada na Amazon Prime Video. Mas o que elas têm em comum, além do sucesso?

Ambas não só subvertem o que é entendido à primeira vista quando se falam de super-heróis como lidam com um público mais adulto. No entanto, elas não são as únicas HQs que fazem isso.

Confira 8 histórias em quadrinhos que poderiam pegar carona no sucesso dessas séries se fossem adaptadas em live-action para a televisão:

V de Vingança

Se Watchmen deu certo, V de Vingança entra com força nessa lista. A HQ é outra criação de Alan Moore, que se passa em um futuro distópico, fala de política e aborda uma mentira que levou aos pilares de um governo extremista. Certamente, uma continuação espiritual de Watchmen que poderia ser retratada também uma temporada única.

Injustiça: Deuses Entre Nós

Se The Boys fez sucesso mostrando versões malignas de personagens inspiradas na Liga da Justiça, o que uma série onde Homelander fosse, de fato, Superman, não faria? A HQ serve de prequel para o game Injustice: God Among Us, que mostra uma realidade alternativa na qual o Coringa mata Lois Lane, levando um tirano Superman a estabelecer um regime totalitário com a ajuda de heróis… E vilões!

The Invisibles

The Invisibles mostra uma equipe formada por pessoas sem super-poderes que tentam salvar um mundo que nem ao menos sabe que precisa ser salvo. Muito parecido como o grupo denominado The Boys faz ao tentar parar a vilania e corrupção por trás dos Sete, os “sups“.

Entre a Foice e o Martelo

Se a Marvel Studios lançará uma série animada What If…? na Disney+, o mais famoso conceito de O Que Aconteceria Se…? aplicado na DC Comics é Entre a Foice e o Martelo. Assim como Watchmen, a HQ mostra uma realidade alternativa, mudada por um ponto chave: ao invés de cair no Kansas, a nave de Kal-El, o Superman, caiu na União Soviética, fazendo com que o outro lado da Guerra Fria ganhasse a guerra.

Maus

A série da HBO trouxe para Watchmen a Sétima Kavalarya, um grupo de supremacistas brancos inspirados pelo diário de Rorsharch. A luta no show não é contra super-vilões, mas sim contra o racismo e o ódio. Uma HQ que lida com as mesmas questões é Maus, que conta a história de judeus poloneses tentando sobreviver ao Holocausto.

Grandes Astros: Superman

Uma das melhores edições da graphic novel de Alan Moore e Dave Gibbons se passa pelo ponto de vista inconcebível de Dr. Manhattan. Damon Lindelof capturou a essência dessa edição no oitavo episódio de seu show, A God Walkis Into Abar, explorando as divagações do único super-ser de Watchmen. All-Star Superman segue uma ideia parecida, mostrando mais o que se passa pela cabeça de Superman após ele descobrir que está morrendo, sentindo o peso da responsabilidade de ser quem ele é.

O Reino do Amanhã

Talvez, O Reino do Amanhã seja a mistura perfeita entre Watchmen e The Boys. Assim como a série da HBO, a HQ se passa em um futuro alternativo e mostra consequência de vigilantes mascarados se tornando foras-da-lei pelo governo. Assim como a série da Amazon, a HQ mostra um time de super-heróis que na verdade não são tão super-heróis assim.

Doomsday Clock

Somente a ideia de misturar as personagens de Watchmen com as personagens da DC Comics já parece atraente o suficiente. Continuação literária oficial da graphic novel, Doomsday Clock mostra o que aconteceu com Dr. Manhattan após ele deixar a Terra. Mesmo que a série responda isso, não seria difícil achar uma forma de encaixar isso como uma prequel da série, mostrando uma das possíveis “aventuras” de Dr. Manhattan em uma realidade alternativa. Ver Superman e Batman tentando lidar com o deus azul pode atrair um grande público.