Zendikar (Fonte: Reprodução)
Zendikar (Fonte: Reprodução)

Certamente você já sabe que a série animada de Magic: The Gathering foi confirmada pela Netflix, pelas mãos dos Irmãos Russo (Vigadores: Guerra Infinita e Vingadores: Ultimato). Então, está na hora de especular quais Planos podem ser adotados para sua narrativa.

Além disso, veja também: As 5 personagens (e o vilão) que devem estrelar o anime de Magic: The Gathering na Netflix

Portanto, um deles é Zendikar. Um plano turbulento de mana selvagem, clima instável e terreno flutuante, Zendikar é um mundo com belezas e perigos naturais incomparáveis. O plano é tormentado por movimentos sísmicos voláteis, conhecidos como ‘O Turbilhão’. Devido às mudanças violentas na paisagem, a vida no plano é instável, imprevisível e cheia de aventuras. Dessa forma, preparamos uma lista com as Regiões de Zendikar. Assim, você pode descobrir o que você pode encontrar na animação de acordo com a Wizards of The Coast:

Akoum

A vida nas Presas de Akoum é traiçoeira, mas possível. Os desmoronamentos no terreno instável são talvez o maior risco. Aqui, os humanos sobrevivem vivendo nos poucos refúgios existentes, valendo-se da união e proteção mútua, e da habilidade de encontrar o caminho mais seguro rapidamente“.

Bala Ged

Terra natal da Sentinela Nissa Revane, as selvas de Bala Ged são cobertas por uma vegetação fechada. Desde a ascensão do Eldrazi Ulamog, todas as formas de vida em Bala Ged foram devoradas. À exceção da caverna oculta que abriga o Coração de Khalni, o continente foi reduzido a um deserto sem fim de poeira fina“.

Ondu

Após descobrir que determinadas magias de cura eram amplificadas pelos edros locais, os humanos logo construíram um assentamento nas suas proximidades. Eles divulgam quaisquer informações que conseguem sobre o fenômeno, documentando todas as descobertas no Farol do Portão Marinho“.

Tazeem

Tazeem e a cidade de Portão Marinho foram local das últimas batalhas contra Ulamog e Kozilek. Após ter sido sitiada, tomada e reconquistada pelos exércitos zendikari e pelas Sentinelas em formação, Portão Marinho é conhecida hoje pelo bosque plantado por Nissa Revane, os últimos exemplares conhecidos das selvas perdidas de Bala Ged“.