Lanterna Verde (Fonte: Reprodução)
Lanterna Verde (Fonte: Reprodução)

Recentemente, foi anunciado que uma nova série sobre os Lanternas Verdes seria lançada no HBO Max. Até agora, não sabemos muito sobre a série. Além de que ela estará no serviço de streaming trazida por Greg Berlanti, responsável por Titãs e pelo Arrowverse. O mesmo nos garante que o show será ambientado no espaço.

Nessa lista, não estamos procurando quem desempenhará o papel principal. Afinal, potencialmente veremos Hal Jordan como protagonista. Além de Hal, Joh Stewart, Simon Baz e Jessica Cruz podem assumir esse papel. Mas a corporação consiste em centenas de outros membros em potencial que deveriam fazer pelo menos uma aparição na próxima série.

Abin Sur

Abin Sur é um extraterreste do planeta Ungara, e é um dos menos explorados pela DC Comics. Afinal, seus grandes feitos do passado se perdem para os fãs, já que sua entrada nas HQs culmina imediatamente em sua morte para dar lugar para Hal Jordan.

Durante uma de suas missões como Lanterna Verde, Abin Sur foi ferido mortalmente por um vilão chamado Atrócitus, demônio do Império das Lágrimas, e caiu na Terra. Assim, precisa urgentemente achar alguém para o seu lugar, e é aí que Hal entra para a corporação.

Tomar-Re

Tomar-Re era um alienígena do planeta Xudar que se tornou uma parte importante da corporação, treinando vários membros notáveis ao longo dos anos. Sua maior conexão, porém, é que ele é do setor vizinho do 2814 e era originalmente um dos aliados mais próximos de Abin Sur.

Tomar-Re morreu durante a Crise nas Infinitas Terras, passando seu anel para John Stewart. A estreita amizade de Tomar-Re com Abin Sur oferece uma oportunidade para explorar como o legado de ser um Lanterna Verde pode afetar as pessoas.

Mogo

O primeiro pensamento que as pessoas provavelmente tiveram ao ler esse nome (isso se não pensaram ‘quem é Mogo?’) é “Mogo seria incrivelmente caro”. Mas esse não precisa ser o caso. A personagem pode ser usada de várias maneiras, sem quebrar o orçamento que já deve ser alto em uma série de Lanternas Verdes.

Por exemplo,poderíamos ver alguns criminosos pousando em um planeta estranhamente hostil, embora apenas tentando contê-los em vez de matá-los. A partir daí, ele seria ótimo para usar nas principais cenas no final das temporadas e assim por diante. Por fim, não há como deixar de lado o fato de haver um Lanterna Verde que é um planeta.

Laira

Laira tem uma personalidade muito doce que está implorando para aparecer em um episódio de uma série de Lanternas Verdes. Vindo de um mundo alienígena onde honra significa tudo, Laira foi treinada por seu pai, Kentor Omoto, para tomar seu lugar na corporação.

Eventualmente, Kentor cede à sua natureza sombria e Laira é obrigada a derrubá-lo pessoalmente. Mas essa não é a única história de Laira; mais tarde, seu outro treinador, Ke’Haan, foi morto em batalha com um membro da corporação de Sinestro, levando-a a se vingar. Depois, Laira se torna uma Lanterna Vermelha por sua frustração. A personagem é uma lição importante sobre o quão difícil pode ser o caminho de ser um Lanterna Verde.

Jack T. Chance

Do ponto de vista do figurino, Jack T. Chance é provavelmente o Lanterna Verde de aparência mais interessante. Embora o próximo da lista tambpem tenha muito a dizer sobre isso. A personagem apareceu pela primeira vez no início dos anos 90 no Green Lantern Corps Quarterly #1 e existe em um dos setores mais perigosos do universo: o Setor 17.

Jack foi um dos primeiros Lanternas Verdes autorizados a matar; simplesmente porque seu setor era tão perigoso que os Guardiões concordaram que não havia outra maneira de mantê-lo limpo. Chance é muito parecido com o que seria John Constantine se ele fosse um Lanterna Verde, o que honestamente deveria ser toda a explicação de que as pessoas precisam para vender a personagem para o show.

Alan Scott

Nós sabemos. Alan não faz parte da corporação dos Lanternas Verdes. Mas isso não impede que outro herói com esse codinome apareça na série, não é? Afinal, ele foi o primeiro, muitos anos antes de Hal Jordan, a assumir esse manto na Terra, e ficou conhecido como Lanterna Verde da Era Ouro.

Mais tarde, a personagem foi colocada na Terra 2 ao lado de seus companheiros de equipe na Sociedade da Justiça. Seus poderes são basicamente os mesmos que o de um Lanterna Verde da corporação. Mas, ao invés da desvantagem contra o amarelo, seus poderes não funcionam em madeira.

Sinestro

É claro que queremos ver Sinestro em seu sinistro (perdoem o trocadilho) uniforme amarelo e, realmente, seria um desperdício não fazê-lo. Afinal, Mark Strong interpretou o vilão em live-action somente para prepará-lo para um longa-metragem futuro que nunca existiu.

Ainda assim, para termos uma personagem complexa e leal aos quadrinhos, teríamos de ver ao menos um pouco de Sinestro na corporação dos Lanternas Verdes, seja em uma primeira temporada de preparação ou por meio de flashbacks.

Iolande

Introduzido quando a corporação retornou em meados dos anos 2000 nas HQs, Iolande possui um incrível arco de personagem que é bom demais para não incluir. Sua história começa com seu irmão faminto de poder sendo derrubado pela corporação após matar alguém que ele suspeitava que poderia receber o anel antes dele.

Como a princesa de um planeta inteiro, Iolande é forçada a lidar com o tratamento igual a outros novatos quando se junta a corporação. Com o tempo, ela é humilhada e ganha experiência, tornando-se uma lanterna que serve como parceira de Soranik Natu e ajuda a corporação a sobreviver tanto na Guerra contra a corporação de Sinestro quanto na Noite Mais Densa.

Soranik Natu

Não há como esse show existir sem usar o Sinestro como vilão. Ele é o Lanterna Verde que abusou de seu poder de se tornar um déspota, governando seu próprio planeta. Mas por meio dele, você também tem acesso à história da Guerra da corporação de Sinestro. Se isso for incluído, a filha dele também estará lá.

Soranik Natu é uma jovem que escolhe curar ao invés de prejudicar, tornando-se cirurgiã e inicialmente evitando seu destino como Lanterna Verde antes de finalmente decidir compensar tudo o que seu pai fez.

Kyle Rayner

Por mais que seja péssimo para os fãs dos Lanternas Verdes dos anos 90, Kyle Rayner provavelmente seria a personagem mais difícil de incluir nesta série. Sua origem precisaria ser completamente reformulada.

Rayner não recebeu o anel porque estava sem medo, ele aprendeu a superar o medo depois que recebeu o anel. No entanto, Kyle é compassivo, imaginativo e foi o rosto da franquia por uma década antes de Hal Jordan finalmente voltar. Ele merece ser incluído em alguma forma como membro da corporação.

Guy Gardner

É muito fácil explicar como a Terra tem dois Lanternas Verdes, pois é preciso haver uma alternativa sempre que o Lanterna Verde principal estiver ferido ou indisponível. Além disso, francamente, todos os setores são enormes e um membro da corporação pode ser necessário em mais de um local.

Mas ter dois suplentes levanta todo tipo de perguntas. Guy pode funcionar melhor em uma série que se concentra especificamente em todos os Lanternas Verdes da Terra; como eles foram escolhidos e o que precisam fazer para evitar danos ao Setor 2814.

Kilowog

Podemos discutir sobre o mérito de qual Lanterna Verde da Terra deveria ser usado como personagem principal, podemos discutir sobre qual dos muitos Lanternas Verdes aleatórios ao longo dos anos merecem estar na série; no entanto, Kilowog é o Lanterna Verde mais icônico que não é da Terra e precisa estar no show.

Kilowog é responsável por treinar os membros da corporação. Mas, embora pareça duro e implacável ao ensinar novatos, sua lealdade e bondade também o tornam o coração dos Lanterna Verdes. Simplesmente não é uma série de Lanternas Verdes sem o Kilowog.