SVoD (Fonte: Reprodução)
SVoD (Fonte: Reprodução)

As emissoras britânicas BBC e Channel 4 revelaram que a ascensão dos serviços de SVoD (Subscrição de Vídeo on Demand), incluindo Netflix e Amazon, levou ao aumento dos custos de produção e talentos no setor de televisão do Reino Unido. Dessa maneira informa o Deadline.

O aumento do custo de produções dramáticas foi estabelecido por ambas as emissoras em sua apresentação ao Informe da Comissão de Comunicações da Câmara dos Lordes sobre o Serviço Público de Radiodifusão na Era do Vídeo-On-Demand.

Channel 4

O C4 destacou o fato de que o orçamento médio de seu drama aumentou em mais de 100% nos últimos anos. Assim, foi de £725.000 por hora em 2013 para £1.5M em 2017.

“Isso é particularmente motivado por um aumento nos custos da equipe de produção. Como resultado do aumento da demanda e das altas tarifas de outros produtores de conteúdo ”, observou o C4.

A emissora acrescentou que respondeu a esses custos crescentes coproduzindo com operadoras internacionais. Inclusive com empresas como a Netflix. No entanto, acrescentou:

“Não acreditamos que seja apropriado para o Channel 4 desenvolver co-produções para todos os seus títulos, dada a probabilidade de os co-produtores quererem histórias que possam ter um apelo mais global, e acreditamos que é importante que as histórias específicas para o Reino Unido não sejam diluídas”.

“Também, sabemos que as preocupações de longo prazo foram levantadas por talentos de alto perfil, como Peter Kosminsky, sobre se nós e as outras emissoras de serviço público estão ficando cada vez mais caras no mercado, particularmente em gêneros como o drama”.

O crescimento europeu da Netflix e da Amazon também causou problemas com a demanda por equipes de produção qualificadas e espaço no estúdio. O C4 disse que os serviços de SVOD “devem desempenhar o seu papel na abordagem” e pediu que essas empresas “se comprometam com algum nível de transparência e relatórios de suas atividades no Reino Unido”.

BBC

Da mesma forma, a BBC afirmou que os serviços de SVOD “podem apresentar desafios de longo prazo para os modelos de negócios estabelecidos para os produtores” no Reino Unido, bem como um aumento nos custos de talentos.

“As mudanças no mercado resultaram em mais fluidez em todo o setor em termos de talentos. O desenvolvimento de talentos e a criação de ideias são essenciais. E, com o aumento das oportunidades disponíveis nos SVODs, o custo do talento, dentro e fora da tela, inflou”, conclui a emissora.

Então, a BBC vem coproduzindo cada vez mais sua lista de roteiros com o SVOD, com títulos que incluem a adaptação de Good Omens de Neil Gaiman com a Amazon. Além disso, a HBO, que tem seu próprio serviço de streaming, vem coproduzindo com a BBC também. Por exemplo, a série Years & Years como Emma Thompson, ou ainda His Dark Materials, ambas com trailers disponíveis.

“O investimento em co-produção tem sido uma importante fonte de financiamento para os programas da BBC. Ajudou-nos a continuar a encomendar programas que, devido a uma inflação de custos significativa, poderiam não ser possíveis para a BBC financiar sozinha. Devido aos orçamentos limitados de serviço público”, explicou.

“No entanto, trabalhar com SVODs apresenta desafios à BBC. Incluindo o risco de que a BBC seja excluída de oportunidades futuras. Já que os SVODs procuram cada vez mais financiar comissões, trabalhando diretamente com talentos e produtores estabelecidos.”