Crise nas Infinitas Terras (Fonte: Reprodução)
Crise nas Infinitas Terras (Fonte: Reprodução)

Quando a primeira imagem do Superman de Tyler Hoechlin sendo atacado pelo Superman de Brandon Routh apareceu, os fãs anteciparam uma briga enorme entre os kryptonianos no crossover Crise nas Infinitas Terras da CW. No entanto, o Arrowverse conseguiu manter o que viria em segredo.

Com o Livro do Destino, Lex Luthor controlou a mente do Kal-El de Routh, fazendo com que ele atacasse o Kal-El de Hoechlin. Mas o que se seguiu não foi apenas um confronto amigável na redação do The Daily Planet. A briga inclui algumas homenagens ao filme Homem de Aço, do diretor Zack Snyder, onde o Superman de Henry Cavill enfrenta o Zod de Michael Shannon, destruindo uma boa parte de Metropolis.

A luta no longa-metragem de Snyder foi basicamente uma guerra entre duas forças kryptonianas tentando seu máximo parar um ao outro, pois Zod desfrutava de seus novos poderes do sol amarelo da Terra. Embora a luta tenha recebido fortes críticas por seu final sombrio e por quanto dano causou em Metropolis, foi um espetáculo que a franquia Superman nunca viu antes. Em Crise nas Infinitas Terras, temos o mesmo estilo de destruição quando os Superman da CW travam uma batalha no céu sobre Metropolis.

Superman Vs Superman

O Superman de Routh (que é uma mistura de seu personagem de Superman: O Retorno e o Superman de O Reino do Amanhã) fica cego de raiva quando Lex o faz lembrar que Coringa matou Lois Lane e milhares de outras pessoas no Planeta Diário com uma bomba de gás. O herói corrompido, em seguida, joga Kal-El de Hoechlin pela janela, e eles iniciam uma batalha quase idênticas ao filme de Snyder; da maneira como o Superman flutua das ruas através das nuvens até a cinematografia por cima do ombro que dá a cada kryptoniano um ponto de vista perfeito do outro.

A maneira como as câmeras aumentam e diminuem o zoom, afastando-se uma da outra e acelerando uma para a outra, percorrendo o horizonte de Metropolis e os edifícios, também é bastante semelhante ao longa. É composto quando as personagens de Routh e Hoechlin flutuam a algumas centenas de metros uma da outra, com a última tentando falar antes de avançar um para a outra com os punhos estendidos para uma colisão que envia uma enorme onda de choque por toda a cidade. A onda quebra todo o vidro ao redor e faz com que os detritos caiam à medida que Metropolis é literalmente abalada, o que mais uma vez ecoa a luta entre Superman e Zod em Homem de Aço.

Embora a escolha de imitar uma cena tão controversa no crossover seja um tanto curiosa, ela efetivamente transmite o quão perturbado o herói de Routh ainda está depois de perder seus amigos e familiares mais próximos. Ele até tenta sufocar o Superman de Hoechlin em um momento que lembra a quebra do pescoço do General Zod pelo Superman no filme.