The Walking Dead (Fonte: Reprodução)
The Walking Dead (Fonte: Reprodução)

Depois de vários problemas em suas últimas temporadas, The Walking Dead parece ter finalmente encontrado o seu ritmo. A showrunner Angela Kang (que roteiriza a série da AMC desde a 2ª temporada) mostra saber claramente o que é necessário para garantir que o drama permaneça na televisão, apesar de estar em seu décimo ano de transmissão.

O último episódio, Ghosts, vê o grupo se deparar com a vilã (e ainda bastante aterrorizante) Alpha (Samantha Morton) pela primeira vez desde que ela matou e decapitou várias personagens no penúltimo episódio da 9ª temporada

Acontece que este evento marcou duas personagens em particular, com os holofotes colocados nos efeitos posteriores de uma tragédia. Em outros lugares, duas personagens improváveis são reunidas para uma série de cenas de ação brilhante que parecem com uma peça de dois atores.

Abaixo estão os cinco maiores pontos de discussão do 3º episódio da 10ª temporada de The Walking Dead.

Encontro com Alpha

Nosso grupo central de heróis quer justiça para todas as personagens que Alpha decapitou na última temporada. Mas Michonne (Danai Gurira) hesita em deixá-los fazer sua vingança ainda. Especialmente quando eles podem ser emboscados com tanta facilidade.

“Tudo o que ela quer fazer é conversar e nós vamos ouvir”, ela diz a todos, antes de sair para a fronteira para se encontrar com a líder dos Sussurradores. No entanto, Alpha está furiosa com Michonne e companhia.

A sussurradora revela que sabe que eles atravessaram seu território em três ocasiões distintas: durante a tempestade de inverno da última temporada, durante o incêndio e na busca subsequente de Michonne ao longo do rio, com Aaron (Ross Marquand), na estreia da 10ª temporada.

“Estamos sempre vigiando”, diz ela, decidindo poupá-los de uma punição nesta ocasião. Ao invés disso, ela deixa clara sua nova condição: o campo de caça do grupo agora é território dos Sussurradores.

Carol está perdendo o controle

Carol (Melissa McBride), uma das personagens mais antigas do programa, viu os vilões irem e virem: o Governador, os canibais Terminus, os Salvadores e agora Alpha.

“Olho para você e não sinto nada”, ela diz à mulher que assassinou seu filho adotivo, Henry (Matt Lintz). Ela quase dispara uma bala no crânio de Alpha antes de Michonne afastar a mão no último momento.

Compreensivelmente, a morte de Henry está pesando na mente de Carol; tanto que ela passa a maior parte deste episódio alucinando conversas com Daryl (Norman Reedus), sem mencionar os fantasmas de seus filhos mortos andando por aí.

Ela dispara sua arma contra o que ela afirma ser de três membros dos Sussurradores que os seguiram após seu encontro com Alpha. No entanto, Michonne teme que ela, privada do sono, esteja imaginando coisas. O que causa um pouco de atrito entre os duas.

Siddiq não está nada bem

Carol não é a única que está lutando após os eventos climáticos da 9ª temporada. Siddiq (Avi Nash), que foi capturado e liberado por Alpha para que ele pudesse avisar os outros do que ela é capaz, está tendo horríveis flashbacks ao ver seus amigos momentos antes de terem suas cabeças colocadas em espinhos.

Consequentemente, se ele ouve alguma menção ao nome de Alpha, ele precisa sair da sala, ofegando por ar. Então, vemos Dante (Juan Javier Cardena), o novo médico de Alexandria, contar a Siddiq sobre uma vez conhecer um “cara arrogante, de ombros largos e aparência de Adonis” durante seu tempo como médico de campo no Iraque. Ele explica como essa pessoa voltou para casa com TEPT (estresse pós-traumático).

“O que aconteceu com esse cara?”, pergunta Siddiq, ao qual Dante responde: “Você está tomando um drinque com ele”. É difícil saber qual é a de Dante nesta fase inicial. Mas, nas HQs, ele vive um romance com Maggie, e sabemos que Lauren Cohan irá voltar na já confirmada 11ª temporada.

Negan e Aaron

Aaron, que está saindo do lado de fora dos muros de Alexandria para parar a horda de caminhantes que se aproxima, fica extremamente relutante quando é alocado com um novo parceiro de luta: Negan (Jeffrey Dean Morgan).

Com toda a razão também; seu marido morreu na guerra com os Salvadores, o grupo que Negan costumava liderar. Não devemos esquecer que Aaron também foi um dos personagens ajoelhados à sua mercê quando espancou os pobres Glenn e Abraham até a morte com um taco de beisebol.

“Eu fiz o que tinha que fazer naquela época”, diz Negan, provocando fúria em Aaron, que o incita a fugir. Aaron acredita claramente que matá-lo arruinaria o legado que Rick criou; que seu grupo é gente melhor que seus adversários.

Embora, depois que Aaron, cego por uma planta, tem uma briga com os caminhantes e é salvo por Negan, parece que ele pode finalmente acreditar que o ex-bandido se arrependeu de suas ações passadas.

Carol não estava mentindo

Os momentos finais do episódio revelam que Carol não estava apenas dizendo a verdade sobre os Sussurradores que os estavam seguindo, mas ela conseguiu matar um também. Suas palavras anteriores voltam ao foco com clareza: “A vadia tem que morrer”.

Nesta fase, é difícil não pensar que Carol será a única a dar o golpe final de Alpha. Mas os eventos ocorrem de maneira extremamente diferente nos quadrinhos. Sabendo que as HQs finalmente acabaram e a série, criando um universo compartilhado, quer se afastar do material base, tudo está em aberto.