SPOILERS da 1ª temporada de Euphoria!!!

Certamente, a maioria do final da 1ª temporada de Euphoria proporcionou alguma aparência de encerramento para personagens como Kat e Cassie. Mas deixou alguns tópicos intrigantes pendurados em personagens como Nate e Fez. Assim, o drama da HBO salvou seu maior momento de explosão de cabeça para o fim.

Depois de sugerir a Jules que eles deveriam sair da cidade, Rue se viu incapaz de seguir sua ideia impulsiva. Então, Jules partiu sem ela. Uma perturbada Rue voltou para casa, aparentemente recaída… E começou a cantar e dançar ao lado de um coral gospel e uma banda marcial? O que tudo isso significa?

Quando a bizarra seqüência chegou ao fim, Rue subiu ao topo de uma pilha de corpos, ficou ali por um momento, e depois mergulhou fora da borda e fora de vista. A última imagem era uma luz brilhante no espaço vazio onde Rue estivera momentos antes. Esta assombrosa sequência final provavelmente apenas acrescentará combustível às chamas da teoria dos fãs de que Rue está morta e tem narrado todo o espetáculo do túmulo. O que, de muitas maneiras, faz sentido.

Rue está morta?

A narração de Rue sempre esteve no passado, e ela parece saber muito mais sobre seus colegas do ensino médio e sobre suas vidas do que se ela fosse uma adolescente normal e viva. Poderiam os espectadores ter acabado de ver o evento que termina a vida de Rue, revelando que sim, ela é uma narradora onisciente do além?

Para muitos, o simbolismo do final sem dúvida confirmará essa teoria. A seqüência onírica. O salto do penhasco. A luz branca. Afinal, Euphoria sempre tentou emular o que seus personagens estão sentindo com seu trabalho de câmera e efeitos visuais. E isso pode ser a maneira de Sam Levinson, o criador do show, de dar forma a uma experiência tão incognoscível quanto a morte.

Há também as cenas da mãe de Rue lendo uma carta sobre a filha na igreja. Não parece o tipo de coisa que você lê no funeral de alguém? E observe que Rue e sua irmã nunca são vistas juntas durante essa sequência. Ambas são mostradas sentadas nos bancos sozinhas, Gia ouvindo atentamente enquanto Rue fica quieta no fundo. Ela está assistindo seu próprio funeral?

2ª temporada

Se o show matar Rue assim, temos que considerar a forma com que fez uma das mais esotéricas que uma série de televisão já fez com uma protagonista. Não é como uma espada passando pelo pescoço de Ned Stark em Game of Thrones. É muito mais vago em sua intenção e execução. Um show realmente mataria sua liderança sem garantir que o público soubesse o que estava acontecendo?

Seria um choque para os fãs que não perceberem isso. Afinal, quando a 2ª temporada retornar e for confirmado que a personagem de Zendaya está morta, seria uma surpresa que poderia levar alguns fãs a desistirem de assistir o show. The Walking Dead não teve muitos bons momentos desde que os fãs descobriram, após uma pausa entre temporadas, que Negan havia matado Glenn (E Abraham! Mas Glenn certamente incomodou mais os fãs).

E como seria o show na 2ª temporada se a personagem principal realmente morreu? Zendaya deve retornar para a próxima temporada do drama. Afinal, ela é a estrela da série. Mas será que ela meramente será uma presença assustadora que continuará a narrar a vida de seus amigos de seu reino incorpóreo? Assim, a série perderia muita força. De fato, Zendaya se mostrou digna de um Emmy na 1ª temporada. E é difícil imaginar o talento da atriz sendo bem usado em uma versão meio Brás Cubas.

É possível que esta interpretação esteja send exagerada. Talvez ela seja apenas uma representação da recaída de Rue. Assim ela retornaria na 2ª temporada ainda usando drogas. Mas muito viva. No entanto, é difícil não imaginar que Levinson, pelo menos, queira que seus espectadores pensem que Rue está morta e nos dê algo para agonizar durante o próximo ano, enquanto esperamos pelas respostas.